C-LAB EMBAIXADA 118

LAZER: UM PRIMORDIAL EXERCÍCIO DE LIBERDADE

No passado dia 28 de Janeiro, o C-Lab reuniu a comunidade no icónico espaço “Embaixada”, no Príncipe Real, para partilha e discussão dos resultados da sua última investigação sobre LAZER. Num formato descontraído e bem adequado ao tema, trocámos opiniões com alguns especialistas convidados, como o Luis Montez, da Música no Coração, o Miguel Silva, da Red Bull, e a Catarina Barradas, da Fox.

O palco do lazer dá aso a um importante tema de observação para as marcas: nele, e na forma como afecta o tempo disponível, o consumidor revela os seus verdadeiros desejos. Esta investigação permitiu-nos, por isso, ir mais longe na formulação de significado(s). Olhamos para uma sociedade adulta, sitiada entre rotinas e obrigações (profissionais, familiares, sociais), mas que vive, paradoxalmente, o primado da liberdade de expressão e de consumo de conteúdos em rede, da liberdade para as aprendizagens e para o experimentalismo, da liberdade de movimentos e de escolhas no consumo. É nesse exercício de liberdade que os indivíduos estão a encontrar novos modos de estar, novas formas de afirmação, novos espaços de compensação, de fuga e catarse.

É a esse exercício de liberdade que as marcas estão também convidadas, numa dialética que as desafia a sair da sua zona de conforto e a funcionar (também) no mundo do não óbvio, criando experiências para os seus clientes – experiências “do” lazer (que o concretizam), “no” lazer (que o acompanham) ou “com” lazer (que o incorporam). Nem todas as marcas conseguirão esta tripla associação ao lazer; a cada uma caberá perceber como pode largar as suas pré-definições e ser coadjuvante em tais experiências.

Written by

The author didnt add any Information to his profile yet

Leave a Comment